SDDH convida à comemoração de seus 35 anos


Ato Inter-religisoso e entrega do Prêmio SDDH de Direitos Humanos marca o aniversário da entidade
 
A história de lutas contra violações de direitos humanos no Pará se confunde com a própria história da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH), que completa 35 anos neste dia 8 de agosto. A instituição foi pioneira no processo de organização da sociedade civil paraense e no Brasil de forma geral. É uma das cinco organizações não governamentais mais antigas do país, que surgiu para aglutinar as pessoas e movimentos que se opunham à repressão do regime militar na segunda metade da década de 70.

Hoje, 35 anos depois de sua fundação, muitas das bandeiras que incentivaram a criação da SDDH continuam atuais. A luta contra a tortura, contra a violência policial, pela reforma agrária e contra a violência no campo, a construção de uma cultura de proteção aos direitos humanos são frentes de ação que hoje se somam a outras demandas de grande impacto, como o ônus da instalação de grandes projetos, as modificações das leis que deveriam proteger o meio ambiente e as comunidades tradicionais, a necessidade de reforma do marco legal para o terceiro setor no Brasil, entre tantas outras.

Para comemorar sua história de lutas e reafirmar o compromisso com a defesa dos direitos humanos no Pará e na Amazônia, a SDDH comemora seus 35 anos com a presença de parceiros, amigos e convidados. Nesta quarta-feira, haverá a celebração de um ato inter-religioso e a entrega do Prêmio SDDH de Direitos Humanos aos homenageados e homenageadas de 2012.

Prêmio

Por votação, a escolhida para receber o Prêmio SDDH de Direitos Humanos na categoria “Personalidade” foi a militante Graça Costa, que atualmente coordena do Programa Amazônia da Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (Fase). Na categoria “Instituição”, as homenageadas serão as integrantes do Fórum de Mulheres da Amazônia Paraense (FMAP). Também recebem menção honrosa na celebração o Padre João Maria e o Frei Henri Burin des Roziers.

Postagens mais visitadas deste blog

Jornal Resitência- edição 42 - julho de 2019

PEDIDO DE AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE