domingo, 31 de maio de 2015

SDDH participa de debates após sessões de filmes que abordam temas emblemáticos

Imagem: reprodução da Internet

Na tarde deste sábado (30), Alberto Pimentel, coordenador de Comunicação e Cultura da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH), participou de um debate após uma sessão de cinema no Espaço Cultural Nossa Biblioteca, que agora é instituição parceira da ONG. O filme escolhido pela Nossa Biblioteca foi "Tropa de Elite 2: o inimigo agora é outro".  O objetivo da Nossa Biblioteca com a ação cultural é trazer obras cinematográficas que possam provocar uma reflexão aos visitantes, nas crianças e adolescentes que são atendidos pela instituição.
 
No final da tarde do último sábado, 23 de maio, na Casa das Artes, Alberto Pimentel também representou a SDDH num debate, após a exibição dos filmes Ameaçados” e “Toxic Amazon”, no Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira. O evento foi uma realização da Fundação Cultural do Pará. Evandro Medeiros, organizador do festival, esteve presente e participou do bate papo junto com Alberto Pimentel.

Para o coordenador essas parcerias que envolvem ações  culturais, como a exibição desses três filmes em circuitos alternativos, são fundamentais para a ampliação de vários debates ligados às violações de direitos humanos. "Os filmes Ameaçados” e “Toxic Amazon”, são importantes pois dão maior visibilidade aos conflitos agrários, que são constantes nos campos paraenses. Principalmente pelo destaque que dá à situação de ameaça em que vivem os defensores do Pará. Já o filme exibido pelo Nossa Biblioteca, "O tropa de elite 2", é uma reflexão sobre a necessidade de uma Reforma Política e o caos em que vive a segurança pública brasileira, uma vez que a obra aborda a problemática da corrupção em todas as áreas, sobretudo na segurança nacional, o que é muito grave", ressaltou.