terça-feira, 25 de agosto de 2015

Encontro reúne familiares das vítimas da chacina de Belém

SDDH é representada pela advogada Anna Lins em encontro
No último sábado (22), a Cidade de Emaús, situada no bairro do Benguí, foi ponto de encontro de defensores de direitos humanos e cinco núcleos familiares das vítimas da chacina de novembro de 2014, ocorrida em bairros periféricos de Belém. Várias atividades foram desenvolvidas com o objetivo acolher e esclarecer aos familiares das vítimas os trâmites  de processos criminais.

Os familiares passaram por um momento de acolhida com um café da manhã com o Padre Bruno. Dinâmicas de grupo também foram realizadas por assistentes sociais do Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDECA), além de outras atividades como a exibição do documentário "A Trajetória dos Direitos Humanos". 

A programação também contou com a Oficina "Conhecendo os sujeitos no processo penal" e a entrega do guia "Direitos". "O objetivo da oficina foi o empoderamento do grupo através do conhecimento das fases de um processo penal e os desafios que os familiares enfrentam e enfrentarão e, principalmente, saber o que cada sujeito faz no processo, seja o juiz, o promotor, os assistentes de acusação, o delegado, a Ouvidoria, a corregedoria, etc", explica a advogada  e coordenadora do Programa de Acesso à Justiça (PAJ), da SDDH, Anna Lins. Ela foi a responsável por ministrar a oficina.
O encerramento contou com um almoço e um momento de fortalecimento e interação entre o grupo, que avaliou o encontro como produtivo, já que foram horas de aprendizado, conhecimento, interação e renovação de forças. Segundo Anna Lins, outros encontros devem ocorrer ainda este ano.