sábado, 31 de outubro de 2015

Chacina de Belém: Familiares das vítimas e sociedade civil organizada cobram justiça


Já vai fazer um ano e até agora nenhuma resposta. Mães, pais, irmãos, entre outros familiares e amigos das vítimas da chacina, que marcou Belém nos dias 4 e 5 de novembro de 2014, lutam, incansavelmente por JUSTIÇA! Eles resistem em meio a dor, as lembranças, a saudade... juntos se fortalecem e cobram do Estado uma resposta: quem assassinou os jovens que, por morarem em bairros periféricos da Região Metropolitana de Belém, foram vítimas de homens encapuzados, após o assassinato do Cabo Pet?

Para não deixar a data passar em branco, familiares e amigos das vítimas, juntos com representantes de instituições e movimentos sociais organizaram uma agenda de lutas. As ações incluem intervenções culturais, audiências, atos públicos e um encontro com os órgãos de segurança do Estado do Pará, junto com a Comissão de Direitos Humanos. 

A mobilização começa já na tarde deste sábado (31), com a  exposição itinerante "Choram os Cravos de Novembro", do artista Josué Jorente, que será instalada no Horto (Batista Campos) e depois no bairro do Marco. O destaque das ações é para o Grande Ato por Justiça, que será dia 4 de novembro, com concentração às 17 horas, na Praça do Can (Praça Santuário). O ato vai ter caminhada por justiça e paz, partindo da frente da Basílica até o Mercado de São Brás.

Confira a programação completa abaixo