segunda-feira, 12 de março de 2018

NOTA DE SOLIDARIEDADE E REPÚDIO - MAIS UMA MORTE ANUNCIADA


A Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos – SDDH vêm a público condenar e repudiar mais um assassinato de uma liderança no Estado do Pará, o Sr.  Paulo Sérgio Almeida Nascimento, que foi morto à tiros nesta segunda-feira, 12 de março de 2018. Paulo era integrante da Associação dos Caboclos, indígenas e Quilombolas da Amazônia (CAINQUIAMA) e estava na luta contra as violações praticadas pela empresa norueguesa Hydro, e contra a violência policial.
Segundo relatos publicados na imprensa, vários documentos e Boletim de ocorrência policial foram feitos, inclusive junto ao promotor de Justiça Militar, Armando Brasil Teixeira, quando foram solicitadas garantias de vida aos representantes da referida associação. Mais uma vez as autoridades de segurança pública se omitiram diante das ameaças, que por sua vez mais uma vez se concretizaram.
Segundo um relatório da Anistia Internacional, o Brasil é o país das Américas onde mais se matam defensores dos direitos humanos, e o Pará sempre se destacou nesse sinistro e indesejável quadro, como o campeão de tais atrocidades. Daí ser inaceitável a postura conivente do estado com tais violências.  
A SDDH exige a apuração, o julgamento e punição dos responsáveis por mais este crime que alimenta o triste histórico de violência e impunidade em nosso Estado, inclusive com a federalização do caso, diante das omissões das autoridades estaduais.
A SDDH manifesta sua solidariedade à família, companheiros e companheiras de Paulo Sérgio, e se coloca a disposição dos mesmos para as ações que se fizerem necessárias para buscar justiça em mais este triste e lamentável episódio.

Belém-PA 12 de março de 2018
Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos – SDDH