Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2020

A resistência dos povos originários, exemplo dos Muduruku na luta por direitos

Imagem
Por Luah Sampaio Fotos Rosamaria Loures




 “Viemos retornar para o lugar o que é dos nossos ancestrais”, diz o pajé Fabiano Karo, um dos guias espirituais que estavam no ritual de visita e resgate das Itiğ’a dentro do museu de História natural de Alta Floresta, estado do Mato Grosso. Ritual realizado pelo povo Munduruku, no final de dezembro de 2019, em uma reunião entre oito organizações do povo, mulheres, crianças e lideranças, direcionada pelos pajés, cuja pauta já fora discutida em diversas assembleias e encontros do povo, desde quando se deu a destruição dos lugares sagrados Karobixexe e Dekoka’a, com a construção das usinas de Teles Pires e São Manoel.
Um grupo de setenta Munduruku, em uma viagem de seis dias, por rios e estradas, pelos territórios do médio e alto Tapajós, e baixo Teles Pires, guiados pelos espíritos dos antepassados, comunicando-se com os pajés, diziam sobre a tristeza que viviam, presos, dentro de museu de Pariwat (não indígena). Com isso o equilíbrio espiritua…