Postagens

Onde anda o jovem Gabriel

Imagem
            A Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH), encaminhou ofício ao Secretario de Segurança Pública e Defesa Social do Pará, abertura de procedimento investigativo, com a realização de buscas minuciosas na região do desaparecimento para a localização jovem, Matheus Gabriel da Silva Costa, 18 anos, desde o dia 03 de fevereiro.                O jovem foi visto sendo perseguido por policiais militares na Avenida Xingu. Desde então, os familiares não têm notícia do paradeiro e do estado de saúde. #direitoshumanos #chegadeexterminiodejovens #vidaemprimairolugar #ondeandaGabriel  

Jornal Resistência no Instagram

Imagem
  O Jornal Resistência também está no Instagram. Aponte a câmera do seu celular para o QR Code do Instagram da SDDH e comece a seguir!

240 mil mortos

Imagem
  Desde o início desta pandemia, Bolsonaro vai enganando o povo e fortalecendo sua política genocida. Seu objetivo é de expor a população ao risco com as armas do negacionismo.   O Brasil registrou nesta terça-feira,16, mais de 240 mil mortos, contabilizando 9.874.956 novos casos desde o início da pandemia. A média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 1.092, segundo o consócio de veículos de imprensa no Brasil.    O Pará continua entre os estados com alta nas mortes. De acordo com a última atualização da secretaria de saúde, agora são 349.671 casos e 8.064 óbitos no Pará.   #VacinaSim #VacinaJá #mortescovid19 #DH #ForaBolsonaro

A situação dos jornalistas na pandemia da Covid-19

Imagem
  Segundo a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), desde o início da pandemia, em 2020, até o final de janeiro deste ano, mais de 90 profissionais morreram por conta do novo coronavírus.   De acordo com o dossiê, em relação ao gênero, os homens são maioria absoluta entre as vítimas, somando 91,4% do total. Entre as vítimas mulheres (8,6%), chama a atenção o fato de serem mais jovens. As do gênero feminino foram mortes bastante precoces, a metade tinha menos de 35 anos, três delas estavam entre 47 e 52 anos e em uma não se conseguiu ainda apurar a idade.    A violência também se destaca, no final do mês de janeiro a federação divulgou o relatório da violência contra jornalistas 2020. Para a FENAJ, desde a série histórica de registros dos ataques à liberdade de imprensa no Brasil, o ano de 2020 foi o mais violento.   Foram registrados 428 ataques à liberdade de imprensa no Brasil, esta violência está diretamente relacionada ao bolsonarismo, um crescimento de 105,77% no ano de 2020.